Pescoços Vermelhos e Rosas



Pescoços Vermelhos e Rosas









Amber estava a ponto de morder as unhas. Primeiro, chega à granja que sua tia lhe deixou como herança para encontrar-se com um homem em sua banheira: um morto.
Só que ele não estava morto, mas era uma espécie de não-morto. É um vampiro. Maldito inferno! Que mais podia um escritor de romance pedir que seu próprio herói vampiro?
Mas, Rusty não cooperará. Ele não deixará de dormir na banheira, não se barbeará, não deixará de beber cerveja, e não morderá homens. Até não trocará seu nome! Quem tinha ouvido falar alguma vez de um vampiro chamado Rusty Nipple? Como se poderia escrever sobre um vampiro afável, atrativo, arrumado, se Rusty não queria cooperar?














Comentários:

Postar um comentário

 
~*Romances Sobrenaturais*~ © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |